Novo

Testes Ph Eletrônico, Amônia,nitrito,alcalinidade E Oxigênio

350 reais

em 12x 29 reais con 17 centavos sem juros

Frete grátis

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia de fábrica: 12 meses

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Mastercard Débito
Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

MarcaAlcon
ModeloColorimétricos

Outras características

  • Inclui reagentes: Sim

  • Inclui medidores: Sim

  • Inclui estojo: Sim

Descrição

1- Teste de PH Eletrônico

Características:
• 100% brand new e de alta qualidade
• Método de calibração: 2 pontos de calibração automática
• Tipo de sonda: eletrodo lâmpada De vidro de Precisão
• display: display LCD Digital

Especificações:
• precisão: 0.01
• resolução: 0.01
• Faixa de medição: 0.00 ~ 14.00
• Temperatura de operação: 0 ~ 80 ° C
• fonte de Alimentação: 2*1.5 V Baterias
• tamanho: 155*29*16mm

Lista do pacote:
• 1 * tester PH com saco do opp
• 1x manual de instruções (Em Inglês).

2- Teste de Amônia Água Doce Labcon

Influência da amônia sobre os peixes:
Níveis elevados de amônia provocam estresse nos peixes, com conseqüente diminuição da resistência imunológica, danos nas brânquias e destruição das nadadeiras. A amônia interfere na transferência de oxigênio das brânquias para o sangue e, a médio prazo, causa danos às próprias brânquias. As membranas produtoras de muco podem ser destruídas, reduzindo a limosidade de cobertura externa e danificando a superfície intestinal. Peixes sofrendo de envenenamento por amônia geralmente apresentam-se ofegantes, nadando na superfície e com comportamento apático.
Faixa de Medição: 0,00 à 6,50ppm

3- Teste de Nitrito Água doce/ Salgada Labcon

Sobras de alimentos, produtos da excreção dos peixes, restos de plantas e peixes mortos são desdobrados em amônia por bactérias heterotróficas, num processo chamado amonificação. Grande parte da amônia também se origina diretamente dos peixes, principalmente excretada pelas brânquias. Na seqüência deste processo a amônia, por ação de dois grupos de bactérias autotróficas nitrificantes, é oxidada primeiramente a nitrito e depois a nitrato.
Este último composto é finalmente consumido como nutriente pelas algas e plantas aquáticas. Em ambientes naturais intactos há um completo equilíbrio entre os organismos e os compostos gerados, fazendo com que este ciclo funcione perfeitamente. Sendo os aquários ambientes limitados, normalmente não se tem de forma natural e espontânea o equilíbrio desejado.
O monitoramento dos compostos nitrogenados (amônia, nitrito e nitrato) na água, as rotinas de manutenção, bem como, a montagem e manutenção dos filtros biológicos e mecânicos, são responsabilidade do aquarista. Estas práticas são fundamentais para obtenção de sucesso neste hobby.
Faixa de Medição: 0,0ppm à 2,8ppm

4 - Teste de Alcalinidade água doce ou salgada

5- Teste de oxigênio dissolvido

Teste que quantifica o oxigênio dissolvido na água

O oxigênio (O2) encontra-se dissolvido na água, em forma de gás, o qual é utilizado pelos organismos que realizam a respiração, peixes, plantas e os microorganismos do filtro biológico. Concentrações reduzidas deste gás tornam os peixes menos resistentes às doenças, levando a um aumento da mortalidade no aquário.

O funcionamento do filtro biológico, repleto de bactérias aeróbicas (bactérias que utilizam o oxigênio), pode ser comprometido pela redução do O2 dissolvido na água. De forma natural, grande parte do O2 dissolvido na água do aquário se origina dos organismos fotossintetizantes (algas e plantas), porém uma pequena parcela deste gás é fornecida pela atmosfera em contato com a superfície da água.

Artificialmente o oxigênio é fornecido por meio de bombas, as quais fazem passar através da água pequenas bolhas de ar, os oxigenadores. Temperatura, altitude e salinidade, inversamente influenciam na concentração de oxigênio. Elevações de temperatura em torno de 5 °C levam uma redução de 0,8 a 1,0 ppm do teor de O2.

Aquários densamente povoados com plantas e algas, apresentando intensa atividade fotossintética e respiração, também podem levar a oscilações significativas da concentração de O2.

Cada organismo apresenta específicos limites de tolerância para a concentração de oxigênio na água, no entanto aquários com teores acima de 4 ppm (4 mg/L) são considerados adequados para as espécies que normalmente habitam os aquários.

Utilize regularmente LabconTest O2 Dissolvido para monitorar a concentração de oxigênio na água do seu aquário, garantindo o bem estar dos seus peixes e o bom funcionamento do filtro biológico.

Forma de uso
1. Encha a proveta até a marca de 5 ml com a água do aquário a ser analisada;

2. Pingue 2 gotas da solução reagente 1, tampe o tubo e faça uma suave inversão do tubo;

3. Pingue 2 gotas da solução reagente 2, tampe o tubo e faça uma suave inversão do tubo;

4. Pingue 2 gotas da solução reagente 3, tampe o tubo e faça uma suave inversão do tubo;

5. Mantenha a proveta ao abrigo da luz por 5 minutos, depois compare a cor desenvolvida com a escala de cores apresentada na bula. Cada tonalidade de cor corresponde a uma concentração de oxigênio (O2) em mg/L ou ppm.

Ingredientes
Solução Reagente 1: Sulfato manganoso, água destilada.
Solução Reagente 2: Hidróxido de sódio, iodeto de potássio, água destilada.
Solução Reagente 3: Ácido sulfúrico, água destilada.